Conviver com um familiar que seja alcoólatra é uma condição bastante delicada, ainda mais se a pessoa não quer receber ajuda para se curar do vício.

Raramente, uma pessoa dependente do álcool se reconhece como tal. Nas rodas de amigos, o álcool, aparentemente, tem bastante aceitação social, o que leva, gradativamente, as pessoas ao hábito de beber até que isso se torne um vício.

Nesse post vamos falar sobre como é possível ajudar um alcoólatra que não quer ajuda. Siga a leitura para saber mais!

Beber socialmente x dependência alcoólica

O famoso “tomar uma” com os amigos é muito comum entre a maioria das pessoas. Geralmente, este simples ato é visto como uma forma de socialização e de confraternização com com familiares, amigos, colegas de trabalho.

Mas e quando o consumo ultrapassa os limites e a pessoa começa a beber em horários variados e sem motivação alguma? É neste momento que ela, sem notar, está se tornando uma alcoólatra.

Dificilmente, um alcoólatra é capaz de admitir que está dependente do álcool e isto é, sem dúvida alguma, um dos maiores obstáculos enfrentados por quem quer ajudar outra pessoa nesta situação. A resistência do alcoólatra em afirmar que não tem nenhum problema com o vício em bebida alcoólica o leva a não querer receber nenhum tipo de ajuda.

Vamos apresentar algumas dicas de como ajudar um alcoólatra que não quer ajuda:

Diálogo: não é clichê, conversar sempre pode oferecer benefícios. Escolha um momento de sobriedade da pessoa e, em um local reservado, fale do quanto você se importa com a pessoa e quer sempre seu bem. Introduza o assunto com tranquilidade e em um momento que a pessoa esteja bastante à vontade.

Demonstre respeito pelo dependente e evite, ao máximo, fazer julgamentos sobre a condição da pessoa.

Apesar de ser obrigatório manter o respeito à pessoa, não deixe mencionar de maneira clara e objetiva as consequências dos atos dela.

Busque conhecimento sobre o assunto: conhecer as razões que levam à dependência do álcool contribuirá para você entender como lidar com o álcoolatra.

Seja perseverante e não se desanime caso sinta pouco ou quase nenhum progresso nas tentativas de ajudar seu ente querido a livrar-se do alcoolismo.

Mantenha-se atento aos avanços e faça elogios pontuais que incentivem a pessoa se sentir motivada a vencer o vício.

Encontre no site www.noalcoriginal.com.br o tratamento que ajudou milhares de pessoas a abandonarem o vício em bebida alcoólica.