A família desempenha um papel importante no tratamento do alcoolismo, especialmente quando o viciado é o cônjuge. Auxiliar na superação das dificuldades
que surgem, principalmente, durante a abstinência é uma tarefa delicada.

“Pare de beber ou vá embora” não é a maneira ideal de lidar com os males do vício dentro de casa, mas o fato é que o vício do seu cônjuge pode levá-los a um grande
tumulto emocional no lar e destruir a estrutura da sua família.
Primeiro, notar os sintomas que estão prestes a levar o seu cônjuge ao alcoolismo é o mais importante. Quando seu cônjuge começa a deixar de lado as relações afetivas e
profissionais o sinal de alerta acende. Além disso, a dependência está à porta, ou melhor, dentro de casa, se com o passar do tempo o seu cônjuge demorar mais tempo
para ficar embriagado, isso porque ele está mais acostumado ao efeito do álcool.

Diante de todos esses sinais, a família tem um problema e para ajudar a solucioná-lo,
preparamos algumas dicas:

  1. Acolhimento e apoio no seio familiar
    O primeiro passo parece óbvio, mas nem sempre é levado em consideração. Muitas
    pessoas optam por aplicar argumentos com base em gerar medo e pânico no viciado, o
    que impulsa, no fim das contas, um comportamento de raiva do viciado contra o seu
    familiar. Portanto apoiar a pessoa, proporcionando ao seu cônjuge um amor
    incondicional e aceitação é fundamental.
    A pessoa precisa se sentir bem-vinda em casa, deixando claro que o comportamento
    desequilibrado não é desejável.
  2. Assuma um compromisso de salvá-lo
    Mostre-se firme no objetivo de ajudá-lo, mas não deixe que ele se esqueça de que o
    esforço maior em querer ser saudável é dele e que você só está ali para mostrar o
    caminho.
  3. Não estimule o vício
    Cuide da “agenda” da família para não promover momentos propícios para uma
    recaída. Jamais compre álcool ou, por diversão, o leve a um bar. Lembre o seu cônjuge
    dos riscos e das consequências que o uso abusivo de álcool oferece.

O alcoolismo é um assunto sério. Trate o viciado com muito amor e empatia. Sempre busque mostrar ao seu cônjuge alcoólatra e aos seus filhos que você fará qualquer
coisa para manter o bom funcionamento do lar.

Se você tem problemas com alcoolismo ou conhece alguém que precisa parar de beber, conheça agora o tratamento que vai te ajudar. Entre agora em nosso site
www.noalcoriginal.com.br e elimine o álcool da sua vida e da dos seus familiares.